A Origem do Método Montessori

Maria Montessori (Itália-1870; Holanda-1952) foi a primeira mulher a alcançar o título de médica, na Itália. Especializada em Psiquiatria, dedicando-se, posteriormente, à Educação e à Antropologia, cientista, matemática e ativista feminina, ela começou uma revolução na educação, modificando a visão que se tinha da criança. 

Em 1907, inaugurou a primeira Casa dei Bambini (Casa das Crianças), num bairro da periferia de Roma, San Lorenzo, aceitando o desafio de educar crianças pobres e agitadas, na faixa de idade anterior à aceita na escola da rede pública romana. O resultado dessa experiência foi tão surpreendente que de toda parte do mundo começou a surgir a curiosidade em conhecer seu trabalho.

Qual o segredo de tão estrondoso sucesso, pelo resultado efetivo observado nas crianças? Dra. Maria Montessori resumiu seu trabalho, inicialmente, nos seguintes aspectos:


- Conhecimento científico da criança - identificar suas características, seu potencial, suas necessidades; ter a certeza de que a criança aprende fazendo.

- Criar um ambiente estimulante, adequado à criança que nele trabalhará, e que favoreça o maior número possível de conquistas.

- O ambiente deve tornar-se um espaço de tranquilidade e convivência pacífica.

- Um professor não mais ensina falando, mas proporcionando recursos de atividades de aprendizagem e instigando a curiosidade.


Maria Montessori teve uma característica que a destaca de muitos filósofos da educação ou até pedagogos historicamente conhecidos: a humildade. Ela fez sempre questão de afirmar que não criara um método sozinha. Ela obtivera os subsídios para seu trabalho nas obras de Comenius, de Rousseau, de Pestalozzi, de Itard, de Séguin, entre outros. Aos conhecimentos adquiridos com eles, somou sua formação e sua observação criteriosa da criança e do jovem, para poder melhor estruturar sua tarefa.

Após consolidar seu trabalho com as crianças até 6 anos, Montessori ampliou sua ação, cuidando de conhecer melhor a criança a partir dos 7 anos, delineando o trabalho para as demais fases do desenvolvimento do ser humano.

Sua visão de educação não atende apenas ao plano intelectual de desenvolvimento. Para Montessori, educar envolve desenvolver a capacidade de bem relacionar-se com o outro, de ajudar o outro, de preocupar-se com o bem-estar coletivo, de cuidar do Mundo como
sendo a casa em que se mora, em meio ao grandioso Universo, ao qual todos pertencemos. Enfim, é verdadeiramente, uma educação para a Paz. Por sua brilhante atuação na área educacional, Maria Montessori foi, por duas vezes, indicada para o Prêmio Nobel da Paz.